10 Exemplos De Poemas Com Rimas De Amor

Los poemas com rimas de amor São aqueles poemas que possuem algumas palavras cujo som final é igual ou parecido com o som final de outras palavras e que falam de amor. Por exemplo:

Por seus olhos verdes eu me percoía.
Para seus olhos verdes em quê, fuga ,
brilha geralmente, às vezes, a melancoliaía ;
para seus olhos verdes tão cheios de pa ,
misterioso como a esperançaía ;
por seus olhos verdes, eu conjuro eficaza ,
eu me salvoía.
(Amado Nervo)

Poemas são composições literárias que pertencem ao gênero poético e que, geralmente, são compostas por estrofes e versos. Os poemas de amor são composições que abordam o amor sentido por um casal, o sentimento de estar apaixonado, o amor que existe entre dois personagens, ou sentimentos de tristeza ou nostalgia pela perda de um ente querido ou desgosto.

Esses poemas não falam desse sentimento usando uma linguagem comum, mas o fazem de maneira criativa. Para isso, utilizam diferentes figuras retóricas, que agregam valor estético e beleza ao texto poético.

Rima é a relação entre duas palavras que têm som final igual ou semelhante. Por exemplo: souou -dolou . Nos poemas rimados, essa relação se estabelece quando todos ou alguns dos sons da última vogal acentuada de dois ou mais versos coincidem. Por isso, esse recurso literário é utilizado para agregar ritmo e musicalidade a essas composições poéticas.

rimas podem ser :

  • Isso pode te ajudar: Palavras que rimam com “amor”
Índice de Conteúdos

Exemplos de poemas com rimas de amor

  1. “Revelado”, de Gabriela Mistral

Como sou rainha e já fui mendiga, ahnão (UMA)
Eu vivo em puro tremor que ele me deueixos (B)
e te pergunto, pálida, a cada horanão : (UMA)
“Você ainda está comigo? Ah, não entendaeixos !» (B)
Eu gostaria de fazer as marchas sorrirendo (C)
e confiando agora que você veioeu faço ; (D)
mas até dormindo eu tenho medoendo (C)
e pergunto entre sonhos: «Não tens eu faço ?» (D)

  1. “Quando vieres a amar”, de Rubén Darío
Pode interessar-lhe:  Exemplos De Introdução, Meio E Fim

Quando você começa a amar, se você ainda não amoualvoroço (UMA)
você saberá que neste mdesfazer (B)
é a maior e mais profunda dordesfazer (B)
ser feliz e miserávelalvoroço. (UMA)

Corolário: o amor é um abismo (C)
de luz e sombra, poesia e prosa (D)
e onde o c mais caro é feitoosa (D)
O que é rir e chorar ao mesmo tempo?ismo. (C)

O pior, o mais assustadorible (E)
é que viver sem ele é impossívelible. (E)

  1. “Ah, como eu te adoro!”, de Carolina Colorado

Ai, como eu te adoro! com a luz do diaía (UMA)
Eu invoco seu nome apaixonadamente e trdesejar (B)
e quando o céu nas sombras é reveladodesejar (B)
a alma ainda te chama exaltadoía. (UMA)

Você é o tempo que minhas horas guía (UMA)
você é a ideia que na minha mente comodesejar (B)
porque quanto ex está concentrado em vocêdesejar (B)
minha paixão, minha esperança, minha poesiaía. (UMA)

Não há música que possa combinar com o seu actrazem (C)
ou quando seu amor me diz eiras (D)
revelando a fé do seu conttrazem ; (C)

Eu tremo com a sua voz e tremo se estouiras (D)
e eu gostaria de exalar meu último alitrazem (C)
queimado no ar que respirairas. (D)

  1. Trecho de “Eu te amo”, Mario Benedetti

Se eu te amo é porqueos (uma)
meu amor meu cúmplice ytodo (b)
e na rua cotovelo acodo (b)
somos muito mais que dos (uma)

E pelo seu rosto sinceroero (c)
e seu passo errantedesfazer (d)
e você chorando por eledesfazer (d)
porque você é um povo que eu te amoero (c)

e porque o amor não é áureoolá (e)
nem cândido moralpeixe (f)
e porque somos um casalpeixe (f)
quem sabe você não éolá (e)

  1. “Explosión”, de Delmira Agustini

Se a vida é amor, abençoado sejaea ! (UMA)
Quero mais vida para amar! Hoje setrazem (B)
Que não valem mil anos de idea (UMA)
Que minuto azul de sentimentotrazem. (B)

Pode interessar-lhe:  Exemplos De Narrador Observador

Meu coração morreu triste etrazem … (B)
hoje se abre na luz como uma flor de fevereiroea ; (UMA)
A vida brota como um mar violentotrazem (B)
onde a mão do amor atingiuea ! (UMA)

Hoje ele saiu para a noite, triste, fría (C)
asas quebradas minha melancoliaía ; (C)
Como uma velha mancha de dorou (D)

Na sombra distante ele deslizouou seja … (E)
Minha vida inteira canta, beijos, rou seja ! (E)
Minha vida inteira é uma boca em flou ! (D)

  1. “Soneto V”, de Garcilaso de la Vega

Está escrito em minha alma seu gisto (UMA)
e quanto eu escrevo sobre vocêeo ; (B)
você sozinho escreveu isso, eu fiz issoeo (B)
tão só, que até de ti me guardo isto. (UMA)

Nisto estou e sempre estareiisto ; (UMA)
que embora não caiba em mim o quanto em você eu vejoeo (B)
de tanto bem que não entendo creo (B)
já tomando a fé por um pressupostoisto. (UMA)

não nasci mas para quererEros ; (C)
minha alma te cortou ao meioida ; (D)
por hábito da própria alma te quisero ; (E)

quanto eu tenho eu confesso que devoEros ; (C)
Eu nasci para você, para você eu tenho a vidaida (D)
Eu tenho que morrer por você e por você eu vou morrerero. (E)

  1. “Soneto CXXVI”, de Lope de Vega

desmaiar, ousar, ficar furiosomuito (UMA)
áspero, terno, liberal, esquiivo (B)
estimulado, mortal, falecido, vivo (B)
leal, traidor, covarde e animmuito ; (UMA)

não encontrar fora do bom centro e repmuito (UMA)
ser feliz, triste, humilde, altivo (B)
zangado, corajoso, fugitivoivo (B)
satisfeito, ofendido, desconfiadomuito ; (UMA)

fuja da cara pro deseng claroano (C)
beber veneno por licor deleavenida (D)
esqueça o lucro, ame o dano ; (C)

acredito que um paraíso em um inferno cabe (D)
dar vida e alma a um desengajamentoano ; (C)
Isso é amor, quem provou sabe dissoabe. (D)

  1. Fragmento de “Posso escrever os versos mais tristes esta noite”, de Pablo Neruda
Pode interessar-lhe:  100 Exemplos De Correntes Literárias

Posso escrever os versos mais tristes esta noite.
Pensar que não a tenho. sinto que a perdieu do. (UMA)

Ouça a noite imensa, ainda mais sem ela.
E o verso cai na alma como na grama o roclol. (UMA)

Importa que meu amor não pudesse mantê-lo.
A noite está estrelada e ela não está comigoeu go. (UMA)

Isso é tudo. À distância alguém canta. Ao longe.
Minha alma não se contenta em tê-la perdidoeu do. (UMA)

Como para aproximá-la, meu olhar a procura.
Meu coração a procura e ela não está comigoeu go. (UMA)

A mesma noite clareando as mesmas árvores.
Nós, os de então, não somos mais os meu smo s. (UMA)

Já não a amo, é verdade, mas quanto a amei.
Minha voz buscou o vento para tocar seu ono do. (UMA)

  1. “O amor e as montanhas”, de Antonio Machado

Cabalgaba por sour serranía (UMA)
uma tarde, entre rochas de cinzasrechear. (B)
A bola de chumbo da tempestaderechear (B)
salto de colina em colina se oía. (UMA)

De repente, para o brilho vívido do rai (C)
criado para cima, para baixo de um alto peu não (D)
na beira da rocha, sua cabeçatodos. (C)
Uma rédea dura voltou para a câmeraeu não. (D)

E ele tinha visto a nuvem rasganteada (E)
e, dentro, a crista afiadaía (UMA)
de outra serra mais tênue e levantadaada (E)

-Relâmpago de pedra pareciaía -. (UMA)
E ele viu a face de Deus? Ele viu o seu amorada. (E)
Ele gritou: Morra nessa serra fria!ía ! (UMA)

  1. “Ao Cupido”, de Ignacio María de Acosta

Olha, Cupido traidor;
Olha, garoto eme ve (uma)
já que meu mal te agrada
E meus tormentos quee re s, (a)
Eu não tenho medo de tiros
das setas crue eue s (um)
com esse peito triste
Tão impiedosamente eu oie re s. (uma)
E se você gosta de provocar
E me atormente see mpre ; (uma)
Também machucou Elvira,
e dois cativos vocêe ne s. (uma)

pode te ajudar :

  • poemas de romantismo
  • poemas líricos
  • poemas sobre amor
  • tipos de poesia
  • tipos de rima