35 Exemplos De Fusão, Solidificação, Evaporação, Sublimação E Condensação

Existem vários processos físicos pelos quais a matéria pode mudar seu estado de agregação, alternando entre sólido, líquido e gasoso de acordo com as condições específicas de pressão e temperatura a que é submetida.

O estado de agregação de uma substância pode mudar se a energia for fornecida ou retirada dela, geralmente na forma de calor. Devido a isso, a quantidade de energia com que suas partículas vibram varia, permitindo uma maior ou menor proximidade entre elas e, assim, alterando a natureza física da substância em questão.

Esses processos são: fusão, solidificação, congelamento, evaporação, ebulição, sublimação, sublimação reversa, liquefação e condensação.

  • A fusão é a transição da matéria sólida para a líquida pelo aumento da temperatura do sólido (até seu ponto de fusão).
  • A solidificação é a transição da matéria líquida para a sólida pelo aumento da pressão do líquido.
  • O congelamento é a transição da matéria líquida para a sólida, diminuindo a temperatura do líquido.
  • A evaporação envolve a transição de um estado líquido para um estado gasoso, aumentando a temperatura do líquido. Esse processo ocorre de forma gradual e lenta.
  • A ebulição envolve a mudança de um estado líquido para um estado gasoso, aumentando a temperatura do líquido até seu ponto de ebulição (temperatura na qual a pressão de vapor do líquido é igual à pressão ao redor do líquido).
  • A sublimação é a passagem do estado sólido para o gasoso, sem passar previamente pelo estado líquido. Este processo ocorre a uma temperatura e pressão muito específicas.
  • Sublimação reversa ou deposição é a transição de uma substância gasosa para um sólido sem primeiro passar pelo estado líquido. Ocorre em pressões e temperaturas muito específicas.
  • A condensação converte gases em líquidos, diminuindo a temperatura dos gases.
  • A liquefação é a transição de um gás para um líquido quando, além de diminuir a temperatura do gás, uma alta pressão é usada.

Exemplos de fusão

  1. derreter gelo. Ao aumentar a temperatura do gelo, seja deixando-o em temperatura ambiente ou submetendo-o ao fogo, o gelo perderá sua solidez e se tornará água líquida.
  2. derreter metais. Diversas indústrias metalúrgicas operam com base na fusão de metais em grandes fornos industriais, a fim de moldá-los ou fundi-los com outros (ligas).
  3. derreter velas. As velas, feitas de parafinas (mistura de hidrocarbonetos, alcanos), permanecem sólidas à temperatura ambiente, mas quando submetidas ao fogo do pavio, derretem e voltam a ficar líquidas até esfriarem novamente.
  4. magma vulcânico. Submetida a enormes pressões e temperaturas, essa substância que habita as profundezas da crosta terrestre pode ser considerada uma rocha fundida ou fundida.
  5. queimar plásticos. Quando sua temperatura é elevada acima das condições normais, certos plásticos rapidamente se tornam líquidos, embora solidifiquem novamente com a mesma rapidez quando a chama não está em contato direto com eles.
  6. queijo derretido. O queijo é um coagulado lácteo que normalmente é mais ou menos sólido à temperatura ambiente, mas quando aquecido torna-se líquido até que esfrie novamente.
  7. soldas. O processo de soldagem envolve a fusão de um metal por meio de uma reação química em alta temperatura, o que permite unir outras peças metálicas à medida que se tornam menos sólidas e, ao esfriar, recuperam a solidez juntas.

Exemplos de solidificação e congelamento

  1. transformar água em gelo. Se retirarmos calor (energia) da água até ela atingir o ponto de congelamento (0 °C), as moléculas do líquido perderão sua mobilidade e a água líquida se tornará um sólido: gelo.
  2. fazer tijolos de barro. Os tijolos são feitos de uma mistura de argilas e outros componentes que formam uma pasta semilíquida. Eles adquirem sua forma específica em um molde, onde são cozidos para remover a umidade e dar em troca solidez e resistência.
  3. formação de rocha ígnea. Esse tipo de rocha tem origem no magma vulcânico líquido que faz parte das camadas profundas da crosta terrestre e que, ao subir à superfície, esfria, densifica e endurece até se tornar uma pedra sólida.
  4. fazer doces. Os doces são feitos queimando e derretendo o açúcar comum até obter uma substância líquida acastanhada. Depois de despejado em um molde, é deixado esfriar e endurecer para obter um caramelo (sólido).
  5. fazer salsichas. Enchidos como o chouriço ou a morcela são feitos de sangue animal, coagulados e marinados, curados dentro da pele de tripas de porco.
  6. fazer vidro. Este processo começa com a fusão da matéria-prima (areia siliciosa, carbonato de cálcio e calcário) a altas temperaturas, até atingir a consistência adequada para soprá-la e moldá-la. A mistura é então deixada esfriar até obter sua solidez e transparência características.
  7. fazer ferramentas. Várias ferramentas e utensílios de uso diário são feitos de aço líquido (uma liga de ferro e carbono) ou fundido. O aço líquido é deixado esfriar e solidificar em um molde e assim a ferramenta é obtida.

Exemplos de evaporação e ebulição

  1. Ferver água. Ao levar a água a 100°C (seu ponto de ebulição), suas partículas carregam tanta energia que ela perde a liquidez e vira vapor.
  2. as roupas penduradas. Após a lavagem, penduramos as roupas para que o calor do ambiente evapore a umidade residual e os tecidos permaneçam secos.
  3. fumaça de café. A fumaça que sai de uma xícara quente de café ou chá nada mais é do que parte da água presente na mistura que passa para o estado gasoso.
  4. suando. As gotas de suor que nossa pele secreta evaporam no ar, resfriando a temperatura de nossa superfície (extraem calor).
  5. Alcohol o éter. Essas substâncias, deixadas à temperatura ambiente, evaporam em pouco tempo.
  6. obter sal marinho. A evaporação da água do mar perde o sal que normalmente estava dissolvido nela, e permite a sua recolha para usos alimentares ou industriais, ou mesmo para dessalinizar a água (que seria reconvertida de vapor para líquido, agora livre de sais).
  7. ciclo hidrológico. A única maneira pela qual a água ambiente sobe para a atmosfera e pode resfriar para precipitar novamente (o ciclo da água) é evaporando-se dos mares, lagos e rios, aquecendo durante o dia pela ação direta do sol. .
Pode interessar-lhe:  20 Exemplos De Misturas Homogêneas

exemplos de sublimação

  1. gelo seco. À temperatura ambiente, o gelo feito de dióxido de carbono (CO2primeiro comprimido e depois congelado) retorna à sua forma gasosa original.
  2. evaporação nos polos. Como no Ártico e na Antártida a água não está em sua forma líquida (está abaixo de 0 °C), parte dela sublima diretamente na atmosfera a partir de sua forma sólida de gelo.
  3. as bolas de naftalina. Composto por dois anéis benzênicos condensados, esse material sólido usado como repelente para mariposas e outros animais passa do estado sólido para o gasoso em temperatura ambiente.
  4. sublimação de arsênico. Quando levado a 615 °C, esse elemento sólido (e altamente tóxico) perde sua forma sólida e se torna um gás, sem passar por um líquido no caminho.
  5. A trilha dos cometas. À medida que se aproximam do sol, essas rochas viajantes ganham calor e muito do CO2 congelado começa a sublimar, traçando a conhecida “cauda” ou rastro visível.
  6. sublimação de iodo. Quando aquecidos, os cristais de iodo se transformam em um gás púrpura distinto sem a necessidade de serem derretidos primeiro.
  7. Sublimação de enxofre. O enxofre costuma ser sublimado como forma de obtenção da “flor de enxofre”, sua apresentação na forma de um pó muito fino.

Exemplos de condensação e liquefação

  1. orvalho da manhã. A diminuição da temperatura ambiente durante o início da manhã permite a condensação do vapor de água da atmosfera em superfícies expostas, onde se transforma em gotas de água conhecidas como orvalho.
  2. O embaçamento dos espelhos. Dada a frieza da sua superfície, os espelhos e vidros são recipientes ideais para a condensação do vapor de água, como ocorre quando se toma um banho quente.
  3. suor de bebidas frias. Estando a uma temperatura mais baixa que o ambiente, a superfície de uma lata ou garrafa cheia de refrigerante frio recebe a umidade do ambiente e a condensa na forma de gotículas comumente chamadas de “suor”.
  4. O ciclo da Agua. O vapor de água no ar quente normalmente sobe para as camadas superiores da atmosfera, onde encontra segmentos de ar frio e perde sua forma gasosa, condensando-se em nuvens de chuva que o deixarão cair novamente em estado líquido na Terra.
  5. ar condicionado. Esses dispositivos coletam água do ar circundante, muito mais frio do que do lado de fora, e a condensam dentro de você. Em seguida, deve ser expelido por um canal de drenagem.
  6. manipulação de gás industrial. Muitos gases inflamáveis, como butano ou propano, são submetidos a altas pressões para serem levados ao estado líquido, o que os torna muito mais fáceis de transportar e manusear.
  7. Embaçamento no para-brisa. Ao passar por um banco de neblina, você notará que o para-brisa se enche de gotas d’água, como em uma chuva muito delicada. Isso se deve ao contato do vapor d’água com a superfície, que, sendo mais fria, favorece sua condensação.
Pode interessar-lhe:  40 Exemplos De Isótopos

  • Mudanças físicas
  • Mudanças químicas
  • sólido para gás (e vice-versa)