20 Exemplos De Sais ácidos

Na química inorgânica, os sais são chamados de compostos que são obtidos quando os átomos de hidrogênio de um ácido são substituídos por cátions metálicos (embora às vezes por cátions não metálicos, por exemplo, o cátion amônio, NH4+). No caso específico do sais ácidos , os hidrogênios do ácido são parcialmente substituídos, ou seja, pelo menos um hidrogênio não substituído permanece como parte do sal. Nisso eles diferem dos sais neutros, onde os hidrogênios do ácido são completamente substituídos.

Os sais são geralmente formados através da reação entre um ácido e um hidróxido (base). Nessas reações, a base normalmente perde seus grupos hidroxila (-OH) e o ácido seus átomos de hidrogênio (H), formando um sal neutro; mas se o ácido em questão retiver pelo menos um de seus átomos de hidrogênio, alterando a carga elétrica da reação, obteremos um sal de ácido ou sal hidrogenado.

Assim, por exemplo, bicarbonato de lítio e água são obtidos a partir da reação entre o hidróxido de lítio e o ácido carbônico:

sais ácidos
  • Pode servir para você: Hydracids

Nomenclatura de sal ácido

Os sais ácidos podem ser nomeados de acordo com os três tipos de nomenclatura mais comuns:

  • nomenclatura tradicional. Nomeie o sal como se fosse neutro, mas coloque a palavra ‘ácido’ antes do nome do metal ou o prefixo (bi-) antes do nome do sal. Por exemplo: Carbonato ácido de lítio ou bicarbonato de lítio (LiHCO3).
  • estoque de nomenclatura. O sal é nomeado como se fosse neutro, mas colocando a palavra ‘hidrogênio’ antes de seu nome. Por exemplo: hidrogenocarbonato de lítio (LiHCO3).
  • Nomenclatura sistemática. Nomeie o sal colocando a palavra ‘hidrogênio’ seguida do prefixo que indica a quantidade de oxigênio (di-, tri-, tetra-), depois coloque a palavra ‘oxo’ seguida do nome do ânion do sal como se era neutro indicando em algarismos romanos e entre parênteses o número de oxidação do ametal que compõe seu ânion, por fim é denominado ‘nome do metal’. Por exemplo: hidrogênio trioxocarbonato de lítio (IV) (LiHCO3).

Exemplos de sais ácidos

  1. Bicarbonato de Sódio (NaHCO3). Também chamado de hidrogenocarbonato de sódio (IV), é um sólido cristalino branco, solúvel em água, que pode ser encontrado na natureza em estado mineral ou pode ser produzido em laboratório. É um dos sais ácidos mais conhecidos e é amplamente utilizado em confeitaria, farmacologia ou produção de iogurte.
  2. bicarbonato de lítio (LiHCO3). Este sal ácido tem sido usado como agente de captura de CO.2 em situações em que o referido gás é indesejável, como nas missões espaciais norte-americanas “Apollo”.
  3. Dihidrogenofosfato de potássio (KH2DEPOIS DE4). É um sólido cristalino, inodoro, solúvel em água, amplamente utilizado em diversas indústrias como fermento alimentício, quelante, fortificante nutricional e auxiliar em processos fermentativos.
  4. bissulfato de sódio (NaHSO4). É um sal ácido formado pela neutralização do ácido sulfúrico. É amplamente utilizado industrialmente em refino de metais e produtos de limpeza. Embora altamente tóxico para alguns equinodermos, é usado como aditivo em rações para animais de estimação e na fabricação de joias.
  5. sulfeto de hidrogênio de sódio (NaHS). É um composto perigoso de manusear delicadamente, pois é altamente corrosivo e tóxico. Pode causar queimaduras graves na pele e danos aos olhos, pois também é combustível.
  6. hidrogenofosfato de cálcio (CaHPO4). É utilizado como suplemento dietético em cereais para bovinos. É um sólido insolúvel em água, mas capaz de cristalizar quando hidratado consumindo duas moléculas de água.
  7. hidrogenocarbonato de amônio ([NH4]HCO3). Também conhecido como “bicarbonato de amônio”, é utilizado na indústria alimentícia como fermento químico, embora tenha a desvantagem de reter amônia e dar gosto ruim aos alimentos se usado em excesso. Também é usado em extintores de incêndio, fabricação de pigmentos e para expandir a borracha.
  8. bicarbonato de bari o (Ba[HCO3]2). É um sal ácido que, quando aquecido, pode reverter sua reação de produção e é altamente instável, exceto em solução. É amplamente utilizado na indústria cerâmica.
  9. bissulfito de sódio (NaHSO3). Este sal é extremamente instável e na presença de oxigênio se transforma em sulfato de sódio (Na2ENTÃO4), razão pela qual é utilizado na indústria alimentícia como conservante e dessecante de alimentos. É um agente redutor extremo e comumente utilizado pelo homem, também utilizado na fixação de cores.
  10. citrato de cálcio (Ca3[C6H5O7]2). Comumente conhecido como sal amargo, é utilizado como conservante de alimentos e como suplemento nutricional quando está ligado ao aminoácido lisina. É um pó cristalino branco, inodoro.
  11. fosfato monocálcico (Ca[H2PO4]2). É um sólido incolor obtido da reação do hidróxido de cálcio com o ácido fosfórico, amplamente utilizado como fermento ou como fertilizante em trabalhos agrícolas.
  12. Fosfato dicálcico (CaHPO4). Também conhecido como monohidrogenofosfato de cálcio, possui três formas cristalinas diferentes que são usadas como aditivo em alimentos e estão presentes em cremes dentais. Além disso, forma-se naturalmente em cálculos renais e na chamada “pedra renal”.
  13. fosfato de monomagnésio (MgH4P2O8). É um sal branco, cristalino e inodoro, parcialmente solúvel em água. É utilizado na conservação de alimentos, como acidulante, como corretivo de acidez ou como agente no tratamento de farinhas.
  14. diacetato de sódio (NaH[C2H3O2]2). Este sal é utilizado como aromatizante e conservante de alimentos, prevenindo ou retardando o aparecimento de fungos e micobactérias, tanto em produtos embalados a vácuo como em produtos cárneos e na indústria de farinhas.
  15. bicarbonato de cálcio (Ca[HCO3]2). É um sal hidrogenado que tem origem no carbonato de cálcio, presente em minerais como calcário, mármore e outros. Essa reação envolve a presença de água e CO2por isso pode ocorrer espontaneamente em cavernas e cavernas ricas em cálcio.
  16. fluoreto de ácido rubídio (RbHF). Este sal é obtido a partir da reação do ácido fluorídrico (hidrogênio e flúor) e o rubídio, um metal alcalino. O resultado é um composto tóxico e corrosivo que deve ser manuseado com cautela.
  17. fosfato monoamônico ([NH4]H2DEPOIS DE4). É um sal solúvel em água produzido pela reação de amônia e ácido fosfórico. Geralmente é usado como fertilizante, pois fornece ao solo os nutrientes de nitrogênio e fósforo necessários para o crescimento das plantas. Também faz parte do pó ABC em extintores de incêndio.
  18. Ortoborato de hidrogênio de zinco (Zn[HBO3]). É um sal utilizado como antisséptico e como aditivo na produção de cerâmica.
  19. fosfato monossódico (NaH2DEPOIS DE4). É usado mais do que tudo em laboratórios, como um “tampão” ou solução tampão, o que evita mudanças bruscas no pH de uma solução.
  20. Hidrogenoftalato de potássio (KPH). Também chamado de “ftalato de ácido potássico”, é um sal sólido estável no ar comum, por isso é frequentemente usado como padrão primário em medições de pH. Também é útil como agente tampão em reações químicas.
Pode interessar-lhe:  Exemplos De Materiais De Encadernação

  • sais neutros
  • vendas oxivendas
  • Sais minerais