20 Exemplos De Parasitismo

o parasitismo está diretamente associado a uma relação particular, a relação estabelecida entre dois organismos, em que um vive à custa do outro. Os dois protagonistas necessários da relação de parasitismo são aquele que se junta ao ambiente estranho (o parasita) e aquele que fornece o próprio ambiente para a ação do parasita (denominado hospedeiro). Por exemplo: pulgas, cupins, amebas, ácaros.

A relação pode ocorrer de várias formas, e o hospedeiro pode ser visto mais ou menos prejudicado pelo parasita que tem algum benefício da reação. Pelas características da relação de parasitismo é que muitas vezes o termo é extrapolado e levado a outros significados, inclusive as práticas dos seres humanos em que uns se aproveitam dos outros.

O parasita às vezes vive dentro de seu hospedeiro. A característica central deste tipo de parasitismo é que o hospedeiro possui certos anticorpos, que são relacionados ao parasita geralmente composto por numerosos microparasitas.

Por outro lado podem ser ectoparasitas os que não chegam a estar dentro do outro espécime, onde o caso mais típico pode ser o dos ovos postos num ninho que não é o seu. Os organismos hospedeiros costumam desenvolver mecanismos de defesa que limitam a ação dos parasitas, como acontece com as plantas que produzem toxinas visando dissuadir os fungos.

Por outro lado, também é comum ocorrer um processo de coevolução em que as duas espécies evoluem buscando cumprir seu objetivo: os hospedeiros procuram evitar ser alvo dos parasitas, enquanto os parasitas evoluem para continuar infectando os hospedeiros.

Geralmente, quando os agentes se tornam parasitas, eles perdem progressivamente funções fisiológicas ou metabólicas. A extração de moléculas do hospedeiro faz com que não seja necessário sintetizar as suas próprias, como acontece nos vírus que são necessariamente casos de parasitismo. É comum que o parasitismo não seja perceptível a olho nu, mas a partir do momento em que o hospedeiro sofre os estragos causados ​​pelo parasita, geralmente desnutrição ou infecções.

Pode interessar-lhe:  50 Exemplos De Vegetais

Uma situação que ocorre com frequência é o que se chama de hiperparasitismo. É o que acontece quando um parasita vive de outro parasita: as cadeias parasitárias que se formam nestes casos são as que geram competição biológica e antibiose, ao mesmo tempo que são uma das bases para o controle biológico de doenças e pragas .Das colheitas.

  • Pode servir para você: Predadores e presas
Índice de Conteúdos

Exemplos de parasitismo

Os seguintes casos constituem parasitismo, de acordo com a definição vista:

  1. pulgas. Parasitas que vivem na pele dos animais, causam vírus e se escondem no pelo.
  2. cupins. Insetos que parasitam as árvores, destruindo-as quase completamente.
  3. Saculina. Da família das cracas. Ao encontrar um caranguejo, ele injeta a parte mole de seu próprio corpo ali, tornando-o estéril.
  4. sanguessugas. Eles se alimentam do sangue de outros animais.
  5. vermes. Comuns em animais e humanos, eles se alimentam retirando nutrientes e invadindo outros órgãos.
  6. carrapatos. Parasitas externos que se alimentam do sangue dos hospedeiros, disseminando doenças como o tifo.
  7. Vespa Barata Esmeralda. Parasita que pica baratas. Ele inocula os ovos e, quando as larvas eclodem, elas se alimentam dos tecidos não vitais da barata.
  8. Amebas. Parasitas dos intestinos de animais e humanos, causando desnutrição e doenças.
  9. verme da guiné. Ele vive em pulgas microscópicas na água do rio. Beber esse tipo de água permite que o verme entre no corpo, formando bolhas na pele e produzindo uma sensação de queimação.
  10. rodofítico. Algas vermelhas, frequentemente parasitas de outras rodófitas. Ele injeta seus núcleos celulares nas células hospedeiras, produzindo células sexuais do genoma do parasita.
  11. Saco Faixa Verde. Cresce dentro do caramujo, que volta ao seu comportamento mais ousado, buscando lugares expostos à vista de todos. O parasita vive no sistema digestivo de quem come o caramujo, reproduzindo-se e liberando ovos nas fezes, geralmente de aves.
  12. helminto. Espécies animais de corpo comprido que infectam o organismo de outras espécies.
  13. Vírus. Parasitas que agem em plantas e animais, causando uma infinidade de doenças.
  14. protozoários. Animais simples formados por uma célula, muitos são parasitas de plantas e animais. Eles produzem doenças como Chagas ou tricomoníase.
  15. Ácaros. Pequenos parasitas que habitam a pele humana, alimentando-se de secreções.
Pode interessar-lhe:  10 Exemplos De Animais Ovulíparos

  • Simbiose
  • cadeias tróficas
  • Mutualismo
  • Adaptações dos seres vivos