20 Exemplos De Óxidos Metálicos (Óxidos Básicos)

Los óxidos metálicos (também conhecidos como óxidos básicos) são compostos que se originam da combinação entre um metal e o oxigênio, com a particularidade de estarem fundamentalmente unidos por uma ligação chamada iônica. Por exemplo: óxido cuproso, óxido cúprico, óxido de zinco.

Eles geralmente têm a característica de serem sólidos e terem um ponto de fusão relativamente alto (é exatamente isso que os caracteriza e os diferencia dos óxidos não metálicos, que têm um ponto bem mais baixo). Os óxidos metálicos são geralmente cristalinos e pelo menos parcialmente solúveis em água. Os óxidos metálicos são bons condutores de calor e eletricidade, por isso é comum utilizá-los para esses fins.

Em sua composição, os óxidos metálicos são combinações binárias de um metal com o oxigênio, sendo que este último atua com número de oxidação -2. Portanto, é preciso levar em conta as valências do metal que intervém na reação junto com o oxigênio para ter noção de quantos átomos do elemento será preciso trocar por cada átomo de oxigênio. Os óxidos metálicos, também conhecidos como óxidos básicos, são compostos químicos formados pela combinação de um metal com o oxigênio. Esses compostos são amplamente encontrados na natureza e desempenham papéis importantes em várias áreas, como na indústria, na medicina e na ciência dos materiais. Neste artigo, vamos explorar as principais características dos óxidos metálicos e discutir sua importância.

20 Exemplos De Óxidos Metálicos (Óxidos Básicos)

Composição e Estrutura dos Óxidos Metálicos

Os óxidos metálicos são compostos binários, ou seja, são formados por dois elementos: o metal e o oxigênio. A fórmula química de um óxido metálico é geralmente representada por MxOy, onde “M” é o símbolo do metal e “O” é o símbolo do oxigênio. A relação entre os átomos de metal e oxigênio varia de acordo com a valência do metal.

A estrutura dos óxidos metálicos pode ser cristalina ou amorfa, dependendo das condições de formação e resfriamento. Os óxidos metálicos cristalinos geralmente possuem uma estrutura ordenada, com átomos de metal e oxigênio organizados em uma rede tridimensional regular. Já os óxidos metálicos amorfos não possuem uma estrutura cristalina definida, apresentando uma organização desordenada de átomos.

Pode interessar-lhe:  10 Exemplos De Materiais Compósitos

Propriedades e Características

Os óxidos metálicos exibem uma série de propriedades e características que são importantes para seu uso e aplicação. Algumas das principais são:

  1. Condutividade Elétrica : Muitos óxidos metálicos apresentam alta condutividade elétrica, o que os torna úteis em aplicações como condutores elétricos e semicondutores.
  2. Condutividade Térmica : Alguns óxidos metálicos possuem alta condutividade térmica, sendo utilizados em materiais isolantes térmicos e dissipadores de calor.
  3. Dureza e Resistência Mecânica : Alguns óxidos metálicos são extremamente duros e possuem alta resistência mecânica, sendo utilizados em revestimentos protetores e abrasivos.
  4. Propriedades Magnéticas : Alguns óxidos metálicos exibem propriedades magnéticas, sendo utilizados em dispositivos magnéticos e tecnologias de armazenamento de dados.
  5. Reatividade Química : Os óxidos metálicos podem reagir com outros compostos químicos, participando de reações de oxirredução e desempenhando um papel fundamental em processos químicos.

Aplicações dos Óxidos Metálicos

Os óxidos metálicos têm uma ampla gama de aplicações em diversas áreas. Alguns exemplos incluem:

  • Indústria Metalúrgica : Os óxidos metálicos são utilizados na produção de metais, como na extração de ferro a partir do minério de ferro.
  • Catalisadores : Alguns óxidos metálicos são utilizados como catalisadores em reações químicas, acelerando as taxas de reação.
  • Materiais de Construção : Alguns óxidos metálicos são utilizados na fabricação de cerâmicas, vidros e tintas.
  • Eletrônica : Óxidos metálicos como o óxido de estanho e o óxido de índio-estanho são amplamente utilizados na fabricação de dispositivos eletrônicos, como telas de LCD e células solares.
  • Medicina : Alguns óxidos metálicos têm aplicações na medicina, como em implantes médicos e materiais para regeneração óssea.

Nomenclatura de óxido metálico

Os óxidos deste tipo têm uma particularidade no que diz respeito à sua nomenclatura tradicional já que não é fácil dar um nome a cada um porque cada elemento metálico às vezes tem diferentes números de oxidação.

  • Caso o elemento metálico ligado ao oxigênio tenha um único número de oxidação a forma tradicional de nominá-lo será: óxido + nome do elemento metálico.
  • Se tem dois números de oxidação serão nomeados: óxido de + nome do elemento metálico com a terminação “oso” para o de menor número de oxidação, e com a terminação “ico” para o de maior número de oxidação.
  • Se tem três números de oxidação será nomeado: óxido de + nome do elemento metálico com o prefixo “hypo” e com a terminação “oso” para aquele com número de oxidação mais baixo, com a terminação “oso” para aquele com número de oxidação intermediário e com a terminação “ico” para aquele com o maior número de oxidação.
  • Se tem quatro números de oxidação será denominado: óxido de + nome do elemento metálico com o prefixo “hypo” e com a terminação “oso” para aquele de menor número de oxidação, com a terminação “oso” para aquele de número de oxidação intermediário, com a terminação “ico” para aquele com o número de oxidação intermediário que o segue e com o prefixo “per” e com a terminação “ico” para aquele com o maior número de oxidação.
Pode interessar-lhe:  Explicaremos as Propriedades Dos Metalóides

Por outro lado, os óxidos metálicos também podem ser nomeados usando o nomenclatura de Stock que consiste em nomeá-los colocando: óxido de + elemento metálico seguido de um algarismo romano entre parênteses que corresponde ao estado de oxidação do metal.

Além disso, existe o nomenclatura sistemática que consiste na utilização de prefixos e sufixos que indicam a quantidade de cada átomo no composto.

Por exemplo, o urânio tem quatro estados de oxidação (3+, 4+, 5+, 6+), então seus óxidos de acordo com cada tipo de nomenclatura podem ser nomeados:

Estado de oxidação 3+: (U2O3)

Estado de oxidação 4+: (UO2)

  • Tradicional: óxido de urânio
  • Stock: óxido de uranio (IV)
  • Sistemático: dióxido de urânio

Estado de oxidação 5+: (U2O5)

Estado de oxidação 6+: (UO3)

  • Tradicional: óxido peruano
  • Estoque: óxido de urânio (VI)
  • Sistemática: trióxido de urânio

Ejemplos de óxidos básicos o metálicos

  1. Óxido cuproso (Cu2O). Este óxido de cobre é insolúvel em água e solventes orgânicos.
  2. Óxido cúprico (CuO). É o óxido de cobre com o maior número de oxidação. Como um mineral é conhecido como tenorita.
  3. Óxido cobaltoso (CoO). É um monóxido inorgânico com aparência verde-oliva ou avermelhada em sua forma cristalina.
  4. Óxido áurico (Au2O3). É o óxido de ouro mais estável. Tem uma cor vermelho-acastanhada e é insolúvel em água.
  5. Óxido de titânio (IV) (TiO2). É encontrado naturalmente em alguns minerais, de forma esférica. É barato, seguro e abundante.
  6. Óxido de zinc (ZnO). É um composto branco, também conhecido como composto de zinco branco. É pouco solúvel em água, mas altamente solúvel em ácidos.
  7. Óxido de níquel (Ni2O3). É um composto de níquel (tem 77% de níquel em sua composição). Também é conhecido como óxido de níquel preto.
  8. Óxido de prata(I) (Ag2O). Este composto é um pó fino preto ou marrom que é usado para preparar outros compostos de prata.
  9. Óxido mercúrico (HgO). Também o óxido de mercúrio (II) é um composto que possui uma cor laranja ou vermelha, ocorre no estado sólido à temperatura ambiente.
  10. Óxido de cromo (CrO). É um composto inorgânico de cromo e oxigénio.
  11. Óxido de bario (BaO). É um óxido higroscópico (absorve a humidade do ambiente que o rodeia).
  12. Óxido crômico (Cr2O3). O cromo verde é um composto inorgânico usado como pigmento.
  13. Óxido Plumboso (PbO). De cor alaranjada, é muito utilizado na cerâmica e na indústria química.
  14. Óxido permangánico (Mn2O7). É um oxidante muito forte. Tem uma aparência oleosa, de cor vermelho escuro, ou às vezes verde.
  15. Óxido ferroso (FeO). É um pó preto amplamente utilizado como pigmento.
  16. Óxido férrico (Fe2O3). É a ferrugem que aparece quando esse metal é exposto ao ar e à umidade.
  17. Óxido de calcio (CaO). Chama-se cal, muito utilizada na construção civil.
  18. Óxido de lítio (Li2O). É amplamente utilizado na fabricação de cerâmica.
  19. Óxido estanoso (SnO). É um óxido preto-azulado usado na fabricação de vidro.
  20. Óxido estánnico (SnO2). É o principal mineral do estanho, chamado cassiterita.
Pode interessar-lhe:  10 Exemplos De Misturas De Gases

Perguntas Frequentes

Qual a diferença entre óxidos metálicos e óxidos ácidos?

A principal diferença entre óxidos metálicos e óxidos ácidos está na sua reatividade química. Enquanto os óxidos metálicos reagem com ácidos para formar sais, os óxidos ácidos reagem com bases para formar água e sais.

Os óxidos metálicos são solúveis em água?

A solubilidade dos óxidos metálicos em água varia de acordo com o composto específico. Alguns óxidos metálicos são solúveis em água, enquanto outros são insolúveis.

Quais são os óxidos metálicos mais comuns?

Alguns dos óxidos metálicos mais comuns são o óxido de ferro (Fe2O3), óxido de alumínio (Al2O3), óxido de cálcio (CaO) e óxido de zinco (ZnO).

Como os óxidos metálicos são obtidos?

Os óxidos metálicos podem ser obtidos por meio de diferentes processos, como reações de oxidação, decomposição térmica de compostos metálicos e outros métodos de síntese química.

Os óxidos metálicos são tóxicos?

A toxicidade dos óxidos metálicos depende do composto específico. Alguns óxidos metálicos podem ser tóxicos em altas concentrações ou em determinadas formas, enquanto outros são considerados seguros. É importante seguir as orientações de segurança ao lidar com esses materiais.