20 Exemplos De Movimentos Voluntários E Involuntários

Entre os sistemas que moldam o corpo humano (e de todos os animais) existe um conhecido como aparelho locomotor, que é capaz de consumar a capacidade de locomoção existente no ser humano, servindo por sua vez de proteção para todos os demais órgãos do corpo, responsáveis ​​pelas funções vitais.

O movimento ocorre de várias maneiras e pode ser voluntario o involuntario , mas é inevitável para a sobrevivência de uma espécie ter a capacidade de colocá-la em prática e, sobretudo, controlá-la e estar atenta ao uso do movimento. Por exemplo: correr, falar, chorar, piscar.

o aparelho locomotor É integrado por diversos sistemas, entre eles o sistema nervoso, que proporciona a geração e modulação das ordens de mobilidade. Fundamentalmente, é um dispositivo composto por três elementos:

  • Ossos. Tecido firme, de formas muito variadas mas com uma estrutura interna muito complexa que dá origem ao sistema esquelético do corpopo. A estrutura do corpo humano é dada pelos ossos, que devem ter uma capacidade muito grande de se regenerar e se reconstituir em caso de algum problema.
  • juntas. O ponto de contato entre dois ossos do corpo, constituído por uma união formada por um tecido que pode ser composto de matéria diferente. Eles fornecem elasticidade e plasticidade ao corpo, além de serem luggers de crescimento.
  • Músculos. Órgãos contráteis do corpo humano, compostos de tecido muscular que podem contrair ou expandir, de acordo com os impulsos do sistema nervoso. Os movimentos são produzidos com ele, a postura é mantida e a estabilidade articular é alcançada.

Como dito, o sistema nervoso tem um papel central no movimento das pessoas. Os neurônios são o principal meio pelo qual a informação é transmitida na forma de eletricidade para as diferentes partes do corpo, que imediatamente executam o movimento: as pessoas não estão cientes dessa transmissão de informações, pois se pensa que os dois fatos acontecem ao mesmo tempo. o mesmo tempo. No entanto, neste ponto, uma distinção fundamental pode ser feita entre os movimentos.

Pode interessar-lhe:  10 Exemplos De Receptores Sensoriais
Anatomia. Corpo humano.
  • Nível do tecido

movimentos voluntários do corpo

Acontece que as diferentes partes do cérebro se encarregam de ordenar os diferentes movimentos voluntários que o corpo pode realizar: Para coordenar a mira e os movimentos, o córtex motor primeiro recebe diferentes tipos de informação de vários lobos do cérebro.

Os exemplos a seguir constituem uma lista de exemplos e casos de movimentos voluntários do corpo humano, coordenados pelo cérebro.

  1. Para mover os braços
  2. Pare
  3. mova suas pernas
  4. Deitar-se
  5. Correr
  6. esquina
  7. Falar
  8. Diga olá para alguém
  9. Nadar
  10. Aperte um botão
  11. Dobrar
  12. Sentar-se
  13. Caminhar
  14. Andar de bicicleta
  15. Tudo relacionado à prática de um esporte
Atleta correndo.
  • Ritmos biológicos

movimentos corporais involuntários

Os movimentos involuntários são aqueles que são realizados sem a mediação do cérebro e, portanto, sem a vontade explícita e clara do animal que os executa, embora sejam geralmente destinados ao corpo humano.

Uma parte do sistema nervoso, diferente do núcleo que é o sistema nervoso central, é chamada de sistema nervoso autônomo e lida com esse tipo de ação. É através deles que o corpo se regula, e mantém um equilíbrio para além dos impulsos externos.

O sistema nervoso autônomo é dividido em sistema simpático (que tem a função de mediar a resposta hormonal ao estresse, produzindo todos os movimentos involuntários ligados aos hormônios) e o sistema parassimpático (responsável pela regulação dos órgãos internos).

Por outro lado, existe outra classe de movimentos involuntários constituídos por atos reflexos, que se diferenciam por serem originados na medula espinhal: são movimentos involuntários, mas realizados imediatamente a um estímulo externo.

Mulher chorando.

A lista a seguir apresenta alguns exemplos de movimentos do tipo involuntário:

  1. Retire sua mão quando queimarmos.
  2. Lamentar.
  3. Pestanejar.
  4. Contração dos brônquios nos pulmões.
  5. Dilatação da pupila.
  6. Respire fundo antes de entrar na água.
  7. Mover a perna ao atingir o ligamento patelar.
  8. Frequência cardíaca aumentada ou diminuída (velocidade dos batimentos cardíacos).
  9. Dilatação dos brônquios.
  10. Feche os olhos ao espirrar.
  11. Ejaculação.
  12. Estimulação das glândulas sudoríparas.
  13. Aumento da produção de saliva durante o sono.
  14. Diminuição da frequência cardíaca durante o sono.
  15. O Parkinson, como condição, depende de movimentos involuntários.
Pode interessar-lhe:  Exemplos De Fatores Abióticos